Artigos
 Substantivos
 Pronomes
 Determinantes
 Numerais
 Adjetivos
 Advérbios
 Conjunções
 Orações Subordinadas
 Verbos
 Orações Condicionais
 Mais Conteúdos [+]

 Exercícios Resolvidos
 Provas de Vestibular
 Simulados On-line
 Atividades

 Vocabulário
 Fórum de Discussão
 Tradutor de Palavras
 Matemática no Inglês
 Falsos Cognatos
 Situações Cotidianas
 Dicas de Inglês
 Na Boca do Povo
 Laifis de Inglês
 Área dos Professores

 Jogos On-line
 Trava-línguas
 Palíndromos
 Piadas
 Títulos de Filmes
 Rimas na Fala

 Inglês no Mundo
 Só Cultura
 Britânico x Americano
 Artigos e Reportagens
 Notícias
 Curiosidades
 Nomes e Apelidos
 Hinos
 Indicação de Livros
 Fale Conosco

 
Busca Geral

 

Futebol pra Inglês ver: os preconceitos que o esporte sofreu ao ser batizado no Brasil

Bem antes de virar sinônimo da identidade nacional, futebol foi alvo de disputa de linguagem

O futebol virou uma ferramenta para o brasileiro organizar o seu próprio mundo. O torcedor torna o jogo de bola uma forma de expressão. Temos inúmeras palavras para bola de futebol, tal o valor do esporte em nossa vida cotidiana. O esporte - e a terminologia que ele produz - virou uma arena para as mazelas nacionais. Quando foi introduzido no país por Charles Miller, em 1895, era praticado pelas elites sob o pretexto de ser uma prática ideal à criação de jovens sadios, sempre necessários aos inúmeros esforços de guerra que viriam nos anos seguintes. Sua popularização, ocorrida até o início da década de 30, mudou o cenário do futebol. A linguagem usada no meio e entre torcedores é reflexo da passagem de um esporte de elite para uma prática popular. Não foram poucos os elitistas que tentaram batizá-lo de ludopédio, balípodo ou podosfera. Levaram goleada da população, que define o que gosta, como quer e pode.

A Origem dos Termos

O formato atual do esporte foi organizado na Inglaterra no século 19, e de lá vêm suas palavras fundamentais:

FUTEBOL: O termo talvez seja o anglicismo mais celebrado do Brasil. Veio do inglês football (de foot, pé + ball, bola), literalmente, "bola no pé". Nos Estados Unidos, o football association, nome oficial do esporte na Grã-Bretanha, reduziu-se a soccer por alteração de (as)soc(iation) + o sufixo er. Em italiano, o nome é calcio, coice, pontapé, de gioco del calcio, do latim calx, cálcis, calcanhar, pé, pata.
GOL: Do inglês goal, objetivo. Além de meta a ser transposta pela bola, é o ponto obtido pela transposição da linha entre as traves verticais e o travessão horizontal. Em Portugal, o ponto é "golo", e a meta, "baliza". "Gol" é capricho brasileiro. O idioma tende a transformar em oxítonas palavras terminadas em ol (espanhol, anzol).
GOLEIRO: De "gol" mais o sufixo -eiro, palavra que substitui no Brasil o goalkeeper do futebol inglês. É o único jogador de futebol que tem direito de segurar a bola com as mãos, desde de que na grande área de seu campo. Raramente chamado de guarda-metas. Em Portugal, guarda-redes.
TIME: Do inglês, team. Grupo de animais ou pessoas (certos jogadores), associadas em uma atividade. Também quadro ou equipe, do francês équipe. No futebol inglês, havia goalkeeper, backs, half-backs e cinco forwards, fora as subdivisões, como back direito, esquerdo; half direito e center-half. No Brasil, narradores falavam em "golquíper", "beques" e "alfos", em curiosa mistura linguística.
BOLA: Do latim bulla, bolha, bola. A de futebol deve ter circunferência de 68 a 71 centímetros e deve pesar de 396 a 453 gramas. Antigamente os locutores esportivos a chamavam de redonda, gorduchinha, menina, couro: "Mata o couro no peito e baixa na terra!". Agora, o espírito rococó ou condoreiro anda sumido, e eles estão mais contidos.
JUIZ: Do latim judex, judicis, juiz, o que julga. Em inglês, referee, juiz, árbitro (de futebol; o de direito é judge, magistrate). Há anos, narradores esportivos se referiam a ele como "sua senhoria" e "meretíssimo", querendo dizer meritíssimo, de mérito.
PÊNALTI: Do inglês penalty, penalidade, proveniente do latim poenalis, poenale, penal. Castigo máximo por falta feita na grande área e nome do chute dado da distância de 11 metros contra o goleiro, que deve defendê-lo sozinho e não pode sair da linha antes do tiro. Chamado também de penalidade máxima no Brasil e de grande penalidade em Portugal.
ZAGA: Do árabe zaqa, pelo espanhol zaga, retaguarda de um exército. Chegou ao português aplicada apenas ao futebol, referida à última linha defensiva de uma equipe. Daí, zagueiro: zaga + o sufixo -eiro.

 

Curta nossa página nas redes sociais!

 

 

Mais produtos

Sobre nós | Política de privacidade | Contrato do Usuário | Anuncie | Fale conosco

Copyright © 2008-2017 Só Língua Inglesa. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Virtuous.